terça-feira, 31 de março de 2020

Sporting, 1975/76 (Torneio Internacional de Paris)


Na edição de 1975 do Torneio Internacional de Paris, uma das equipas convidadas a participar foi o Sporting, a par do Fluminense, do Paris Saint-Germain (que contou com um reforço de peso chamado Johan Cruyff) e do Valencia. Os verde-e-brancos terminariam no último lugar da prova após duas derrotas (1-3 contra o PSG e 0-3 contra o Fluminense), mas para a história ficou o facto de ter sido a primeira vez que uma equipa portuguesa jogou com o nome de uma marca ao peito - algo que, a partir da década de 1980, passaria a ser a norma. Nos dias de hoje, chegámos ao ponto de termos equipamentos em que quase não dá para se ver a cor dos mesmos, tal é a carga publicitária que carregam...
Há alturas em que eu gosto de fazer desenhos mas, a meio, aborreço-me por as coisas não ficarem iguaizinhas àquilo que era suposto, e por isso tento adaptar a coisa até ficar o mais parecida possível, encolho os ombros e digo "siga!". Este caso foi um desses, precisamente pelo caso que o torna tão singular.
Fonte: Camarote Leonino

sábado, 28 de março de 2020

Os Belenenses, 1985/86 (principal)

 
Não vou entrar na questão clube/SAD. Isso são questões que a mim me ultrapassam. Todavia, vou sim entrar na questão de que, na década de 1980, o Belenenses, após uma curta passagem de dois anos pela II Divisão, reapareceu no principal escalão do futebol nacional com uma equipa bastante interessante, que ainda chegaria a duas finais da Taça de Portugal (vencendo uma delas), às competições europeias e, inclusivamente, a uma vitória sobre o Barcelona para a Taça UEFA. Para recordar essa época dos azuis de Belém, vai aqui a camisola principal usada durante a época de 1985/86 e parte da de 1986/87. E não, desta vez não vou reclamar da qualidade do desenho, que já enjoa falar sempre do mesmo.
Fonte: Belenenses Ilustrado

quinta-feira, 26 de março de 2020

Salgueiros, 1992/94 (principal)

Depois de um par de anos pendurado, finalmente acabei por finalizar este desenho - pois só agora consegui uma foto deste patrocínio. Claro é que não foi uma foto perfeita, pelo que tive de fazer o desenho à unha... e daí o aspecto tosco do mesmo. Mas já me sinto satisfeito com o resultado final, pronto. E serve para matar saudades do simpático clube de Paranhos...
Fonte: Futebol em Portugal
Fonte: Futebol em Portugal

quarta-feira, 25 de março de 2020

Amora, 1960/68 (principal)

Agora que eu estou trancado numa gaiola de cimento para tentar escapar a esta pandemia, há que arranjar forma de passar o tempo. E como até estou quase paredes-meias com a Medideira, posso perfeitamente "matar saudades" dos meus vizinhos do Amora FC, com um equipamento até bastante simples mas sem as certezas de ter sido utilizado só durante estes anos... e sem a certeza de o azul ser exactamente este. Já tentaram orientar-se com base em fotos a preto-e-branco - e em apenas meia-dúzia de fotos? Lotaria, meus amigos, simplesmente lotaria. Mas também como isto não é para vender, tenta-se fazer o melhor e siga a marinha.
Noutro detalhe relativo à foto que vem ali em baixo, tentem lá reconhecer o guarda-redes.
Fonte: Futebol em Portugal

quinta-feira, 19 de março de 2020

Nacional, 1992/93 (principal)

Bom, altura de dar um bocadinho de vida a este espaço. E com isto do COVID-19, o tempo livre aumentou exponencialmente, pelo que lá voltei a desenhar mais qualquer coisita - mesmo com o raio das imagens de 400 píxeis de comprimento a terem de servir de inspiração. Fica aqui o equipamento que o Nacional da Madeira utilizou, pelo menos, durante a época de 1992/93. Porquê? Bom, pode servir já como prenda antecipada se os madeirenses sempre conseguirem a promoção, ou porque... já o tinha quase acabado. E assim estamos.
Fonte: Glórias do Passado

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Benfica, 1904-2019

Este projecto vai entrar em hiato. Não gosto de colocar pontos finais, por isso isto poderá ser um "até já", mas ultimamente tenho andado com pouca vontade de mexer em camisolas. Já para não falar da imensa dificuldade para se encontrarem fotografias de equipamentos de certos clubes - por exemplo, não consegui encontrar uma - UMA! - fotografia digna desse nome para fazer equipamentos das estreias na I Divisão de Paços de Ferreira e de Famalicão... e para fazer um trabalho minimamente aceitável, imagens com 400 píxeis de comprimento, que é o que mais se vê por essa Internet fora, não dão. Ponto.
Como despedida, e como comecei este web-log com o Benfica, vou acabá-lo com o Benfica - até porque falta a homenagem ao campeão nacional 2018/19. Desde os primórdios até 2019. Com umas pseudo-infografias todas catitas, e tal, que coloquei no fórum SerBenfiquista - e que desde aí foram replicadas um pouco por todo o lado. Vou deixar aqui os equipamentos principais, alternativos e os terceiros (quando os houve) utilizados em todas as competições oficiais. Mais um ou outro brinde.

1905-1908
1908-1931


1931-1933

1933-1936

1936-1939

1939-1949

1949-1956

1956-1964

1964-1975







1975-1983




1983-1984


1984-1985



1985-1986

1986-1987

1987-1988

Casos especiais:

1988-1989

Casos especiais:

1989-1990

Casos especiais:

1990-1991

1991-1992

1992-1993


Casos especiais:


1993-1994

1994-1995

Casos especiais:




1995-1996
Casos especiais:


1996-1997


1997-1998
Casos especiais:

1998-1999
Casos especiais:

1999-2000
Casos especiais:

2000-2001
Casos especiais:

2001-2002


2002-2003

2003-2005

Casos especiais:



2005-2006
Casos especiais:



2006-2007
Casos especiais:



2007-2008
Casos especiais:




2008-2009
Casos especiais:



2009-2010
Casos especiais:




2010-2011
Casos especiais:







2011-2012
Casos especiais:

 





2012-2013
Casos especiais:



2013-2014


Casos especiais:
 



2014-2015
Casos especiais:


2015-2016


Casos especiais:


2016-2017
Casos especiais:


 

2017-2018


Casos especiais:




2018-2019

Casos especiais:








Extras (equipamentos utilizados em particulares):
 
 
 
 
 
 

E é isto. Espero que tenham gostado. Não posso de deixar um enorme agradecimento ao Carlos Monteiro pela águia do equipamento de 2013/14 (e que me estava a fazer fritar a pipoca) e a toda a malta que me tirou dúvidas e salientou incorrecções... e que nos voltemos a encontrar!